CASTRAR OU NÃO CASTRAR?

Castrar ou não castrar? 

A castração pode ser feita tanto em machos como em fêmeas de cães e gatos. Nas fêmeas é chamada de ovariosalpingohisterectomia (retirada cirúrgica do útero, ovários e trompas), já nos machos é chamada de orquiectomia (retirada cirúrgica dos dois testículos).

Nos Estados Unidos, por exemplo, a maioria dos animais para companhia são castrados antes dos 5 meses de idade (época recomendada pelos Veterinários se a castração for desejada pelos proprietários) e alguns criadores renomados chegam a vender cães e gatos para companhia já castrados (com o intuito de que não ocorra acasalamentos errôneos onde a raça pode ser desviada do seu padrão).

No Brasil ainda há certo receio em relação à castração, por isso vou citar algumas vantagens e desvantagens relacionadas à castração de cães e gatos:

Vantagens

– Fêmeas castradas antes do primeiro cio reduzem a chance do aparecimento do câncer de mama em aproximadamente 98%. Entre o primeiro e segundo cio essa porcentagem cai para aproximadamente 50%. E depois do segundo cio essa porcentagem é bem baixa (quase que não altera o quadro).

– A castração não é uma mutilação como se diz. A recuperação (pós operatório) é rápida e não é necessário repor hormônio como ocorre com a mulher.O comportamento do animal também não muda.

– As fêmeas não entram mais no cio, o que evita a incômoda “sujeira” principalmente quando o animal vive dentro de casa.

– As cadelas não terão mais útero, e consequentemente não apresentarão piometra, que é uma infecção do órgão comum em fêmeas de idade avançada.

– Os machos perdem o interesse por fêmeas no cio evitando incidentes e aquela agitação capaz de deixar o animal sem comer e dormir, latindo e uivando à noite toda.

– Evita o aumento de próstata nos cães machos, que é comum ocorrer com a idade mais avançada.

– Evita o aumento do número de cães de rua (por isso a prefeitura faz mutirões de castração).

– Gatos castrados ficam mais dentro de casa, evitando também brigas na rua, principalmente quando têm fêmeas no cio na redondeza. Ou até evita que sua gata fique prenha de repente por causa de uma voltinha pelas ruas do bairro!

Desvantagens

– Animais castrados mais velhos (na idade adulta) tendem a ganhar peso podendo se tornar obesos. Muitas vezes é necessária uma dieta com baixas calorias.

– Não tem reversão. Animais castrados nunca mais poderão procriar.

Devemos pensar bem o que queremos com nossos animais, antes de tomar alguma decisão em relação a estes procedimentos. Sou a favor da castração para animais de companhia. Já para os que querem procriar, também acho importante para a cadela (afinal “é a natureza falando mais alto”), mas vale lembrar que deve ter um destino certo para os filhotes, que devem ter um dono que se responsabilize por eles. Minha grande preocupação está com os acasalamentos entre cães fora dos padrões da raça, podendo gerar cães com algumas doenças congênitas e/ou cães com desvio de comportamento.

Vale lembrar que as cirurgias de castração devem ser realizadas somente por Médicos Veterinários qualificados para o procedimento, que vão fazê-las com uma anestesia adequada para cada animal, preocupando-se com todos os pontos de assepsia, sempre prezando saúde e bem estar animal. E lógico, como é um procedimento cirúrgico, devemos zelar por um pós-operatório correto.

Espero que tenha ajudado em algumas dúvidas comuns entre donos de animais de estimação. Qualquer dúvida é só perguntar! Espero poder sempre ajudar! 

http://giroveterinario.blogspot.com/2007/09/castrar-ou-no-castrar.html

Autor: Dr.  Daniel  Lima

Gostou do nosso artigo? Compartilhe nas redes sociais

Share on facebook
Compartilhe no Facebook
Share on twitter
Compartilhe no Twitter
Share on linkedin
Compartilhe no Linkdin
Share on pinterest
Compartilhe no Pinterest

Deixe aqui seu comentário